Aena afina detalhes para assumir aeroporto do Recife

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Foto: Guga Matos/Setur-PE

Representantes da Aena se reúnem hoje com o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, e a expectativa é que eles apresentem o plano de investimentos para o Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre. Neste momento, o terminal recifense passa pelo processo de transição da gestão da Infraero. Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), os trâmites correm sem nenhum entrave baseados na documentação apresentada ao órgão e a Aena estará apta a assumir integralmente as operação no dia 11 de fevereiro. Apesar da data oficial, a previsão é que a gestora passe a operar o aeroporto do Recife no dia 3 de março.

De acordo com Bruno Schwambach, secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, a expectativa é que os representantes da Aena mostrem ao governador o plano de investimentos. “A reunião será com as pessoas da gestora que já estão morando no Recife, então existe essa perspectiva deles apresentarem o cronograma de quando assumires, como serão as etapas, de já externar sobre os investimentos. Pelo menos será pedido. Mas haverá ainda um segundo encontro, mais próximo do dia 11 de fevereiro, e esse com representantes que virão da Espanha, então talvez a gente tenha mais notícias sobre os investimentos mais para frente”, explicou o secretário, que não estará presente na reunião já que tem agenda a cumprir em Brasília.

A Aena já conta com uma base no Recife porque a empresa espanhola elegeu a capital pernambucana para instalar o seu escritório-sede, com perspectiva de empregar 70 funcionários, além dos que serão contratados na operação do aeroporto. A gestora espanhola deve investir cerca de 80 milhões de euros para melhorar a infraestrutura, seja na área de pista e de terminais, além de mais portões e fingers. Além disso, a Aena também pode atrair novas companhias aéreas com rotas para Pernambuco, já que ela tem relação com várias empresas, principalmente da Europa.

Em leilão realizado em março do ano passado, a Aena arrematou por R$ 1,9 bilhão o Bloco Nordeste de aeroportos, que inclui o do Recife, João Pessoa (PB), Aracaju (SE), Maceió (AL), Juazeiro do Norte (CE) e Campina Grande (PB) para administrar por um período de 30 anos. E a gestora espanhola já deu início à operação no Brasil, já que dois dos seis terminais já passaram a ser administrados por ela em janeiro. A primeira operação que a Aena iniciou no Brasil foi no aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, em Juazeiro do Norte, no último dia 13. Já o aeroporto Presidente João Suassuna, em Campina Grande, veio logo na sequência, no último dia 16.

Por Luciana Morosini, do Diario de Pernambuco

Conheça o Blog do Alberto Alves: www.blogdoalbertoalves.com.br

Comentários