Agreste e parte do Sertão alcançam Etapa 8 do plano de convivência das atividades econômicas

Após mais uma semana na avaliação dos dados epidemiológicos em Pernambuco, os números seguem apresentando níveis estáveis e com tendência de queda em todo o Estado. Depois da Região Metropolitana do Recife (RMR) e das Zonas da Mata Norte e Sul migrarem para a “área verde”, o que significa a chegada ao nível 2 de risco – fase que antecede às novas condições de normalidade no convívio social -, chegou a vez do Agreste e de parte do Sertão alcançarem o mesmo patamar. Assim, mais de 160 municípios passarão a integrar a mesma etapa do Plano de Convivência das Atividades Econômicas com a Covid-19, a partir de segunda-feira (21).

A Gerência Regional de Saúde (Geres) 5, com sede em Garanhuns, e as Geres 6, 7, 8 e 11, com polo nas cidades de Arcoverde, Serra Talhada, Salgueiro e Petrolina, respectivamente, migrarão da Etapa 7 para a Etapa 8 do Plano, igualando-se aos municípios da RMR e Zona da Mata. A mudança de fase permite que seja ampliada a carga operacional dos escritórios para 100% dos funcionários, além de autorizar o funcionamento de museus e espaços para exposições sob adoção de novos protocolos.

Já as Geres 9 e 10, de Ouricuri e Afogados da Ingazeira, no Sertão, avançarão para a Etapa 7. Neste caso, serviços de alimentação e shopping centers poderão funcionar em horário estendido, até às 22h.

“Os dados macroeconômicos de emprego, da indústria, de serviços e de comércio têm mostrado que estamos no caminho certo, apesar das dificuldades, principalmente no segundo trimestre, quando houve as ações de isolamento social mais rígidas. Conseguimos manter 76% das atividades funcionando como essenciais e podemos fazer o retorno gradual das atividades, hoje tendo 97% das atividades permitidas para funcionar. O plano vem se mostrando consistente, mas precisamos continuar com os cuidados para seguir os protocolos que dão condições para que as atividades continuem funcionando sem retrocessos”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, na coletiva desta quinta-feira.

O Governo de Pernambuco segue monitorando o comportamento dos indicadores de saúde, que é o principal componente para decidir o avanço do Plano. Os protocolos dos setores estão disponíveis no site www.pecontracoronavirus.pe.gov.br, onde também está publicada a última versão do Plano de Convivência das Atividades Econômicas com a Covid-19.

Comments