Considerado uma grande referência no combate aos maus-tratos aos animais em Pernambuco, com reconhecimento dos principais nomes da causa animal Brasil, o vereador e Presidente da Comissão Permanente dos Direitos dos Animais, Anderson Correia (PP), tem ido além dos chamados da população de Caruaru. O parlamentar tem atendido também aos apelos de pessoas de outras cidades, que fazem denúncias de situações de maus-tratos.

Exemplo disso foram as diligências feitas por Correia e sua equipe nos últimos dias, com um chamado no município de Bezerros, no Agreste – a convite do vereador Antônio Amorim –, onde juntos visitaram locais com animais vivendo em descaso, com características de maus-tratos e, com a chegada deles, as condições foram revistas e os problemas sanados. Anderson esteve também, na cidade de São Benedito do Sul, na Mata Sul pernambucana.

Neste município, o edil caruaruense foi a pedido do delegado e deputado estadual, Bruno Lima (PSL-SP) – grande referência em todo Brasil na causa animal, com o projeto “cadeia para maus-tratos”. Neste caso, a denúncia foi mais grave, de um homem que matou um cachorro com um tiro de espingarda e, em seguida, arrastou o corpo do pet por vários metros na fuga, amarrado numa moto, diante de várias testemunhas no local do crime, na zona rural.

Como advogado animalista, Anderson Correia fez o procedimento na delegacia, onde foi aberto um inquérito policial, para investigação do caso. Foram apresentadas provas, como vídeos das ações de maus-tratos praticados pelo acusado que, responde em liberdade e, se for condenado, pode pegar de 2 a 6 anos de prisão, além de pagar uma multa, como prevê a Lei Sansão.

“Sou vereador de Caruaru, mas sou também advogado animalista e luto em prol da causa animal onde for possível. Não meço esforços para combater maus-tratos onde quer que seja e, por isso, atuo em outras cidades, como já fazia antes mesmo de ser parlamentar. Agradeço a confiança das pessoas de todas as partes do nosso estado, que sempre buscam nossa ajuda e ficamos muito gratos por poder ajudar. Fico grato também pelo chamado do meu amigo deputado estadual Bruno Lima, que está nesta luta há anos e eu não poderia recusar seu pedido. Essa luta não tem fronteiras e é de todos nós, em busca de dar vez e voz a quem não tem, e não podemos deixar crimes cruéis assim ficarem impunes, vou acompanhar o caso de perto, esperando a resposta da Polícia Civil, para que o acusado seja responsabilizado pelos seus atos”, ressaltou o Anderson Correia.

PUBLICIDADE