Sargento que atirou nos filhos era agressivo e debochado, diz parente

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Um dia após a tragédia familiar que terminou com a morte de um filho, a mãe e parentes foram no Instituto Médico Legal (IML) liberar o corpo do filho falecido. Um parente que não quis se identificar afirmou que, até agora, toda a família está atônita com o que aconteceu. A mãe ainda não acredita que um dos seus filhos faleceu com o ocorrido.

Diego Lima Carvalho, de 25 anos, havia sido baleado na barriga pelo pai, o sargento da PM, Moisés de Lima Carvalho, após Diego e o seu irmão tentarem proteger a mãe durante uma discussão do casal. Diego passou por cirurgia no Hospital da Restauração (HR), no Derby, mas teve complicações e morreu por volta das 17h. O outro filho do casal também foi baleado, no braço, e foi internado no HGV.

“De vez em quando, ele chegava em casa alterado, bêbado, e falando nomes, botando ela para baixo. Isso causava muita revolta nos meninos. O desejo dos meninos era que o pai saísse de casa eles nem falavam com o pai. Quando os filhos não gostam do pai é porque há alguma coisa de errado”, disse o parente.

O corpo de Diego vai ser sepultado no Cemitério da Várzea, localizado na Zona Oeste do Recife. Ainda não há confirmação de data.

O familiar ainda afirmou que o relacionamento piorou mais ainda quando os filhos descobriram que o pai tinha um relacionamento extraconjugal e tinha uma outra filha. “Quando estava todo mundo reunido, ele não tinha vergonha alguma de falar dessa relação. Isso foi causando mais raiva nos meninos.”

Quando perguntado se o marido também era agressivo quando não havia bebido, o parente afirmou que sim. “Agora, a gente nunca esperaria que algo assim acontecesse. Com alguém na rua, sim, porque ele era muito agressivo e debochado.”

“Ela [a mãe] está em choque. De ontem para cá, nem água consegue beber. Quando tenta, ela coloca para fora. Ela acha que a gente veio pegar ele, [o filho falecido], para ir para casa. A assistente social falou com ela, a gente falou, mas ela não quer acreditar. A ficha não caiu.”

Entenda o caso
Na manhã deste domingo (2), durante uma briga com a esposa, o sargento da PM, Moisés de Lima Carvalho, que era lotado no 13º BPM, atirou contra os dois filhos que tentavam parar a luta.

O ocorrido aconteceu na residência da família, no bairro do Cordeiro, Zona Oeste do Recife. O PM foi preso em flagrante e encaminhado para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), para prestar depoimento. O policial seria autuado por tentativa de homicídio, as autuações devem ser acrescidas após a morte do filho.

Os dois jovens foram inicialmente encaminhados ao Hospital Getúlio Vargas, no Cordeiro, mas Diego, que estava em situação grave, foi levado para o HR. O irmão, atingido no braço, ficou internado no HGV.

FolhaPe

Comentários